Skip to main content

Aprenda melhor usando Mindfulness


Mindfulness como ferramenta de aprendizagem
Por Christa Maas
O mundo moderno tornou a aquisição de conhecimento novo mais acessível do que nunca, e é essencial que usemos todas as ferramentas à nossa disposição para melhorar o processo de como aprendemos. Precisamos “aprender a aprender”, nos motivar constantemente, e fazer uso prático do nosso conhecimento, além de mantê-lo atualizado.  
Mindfulness é uma ferramenta importante, que pode ser empregada no processo de aprendizagem e pode ser definido como manter a sua consciência aberta no momento presente.
Recentemente uma aluna expressou muito claramente o que significa não estar consciente do processo de aprendizagem, quando disse “já estava usando isso, mas não sabia que estava, e nem por quê” .
A nossa mente é muitas vezes descrita com “a mente do macaco”, a mente que pula constantemente entre pensamentos sobre o passado, o futuro e as distrações do presente (e-mail, mensagens, telefone), sem realmente conseguir permanecer focado no presente.
Mindfullness facilita a concentração naquilo que estamos fazendo neste momento, e alivia a tendência da nossa mente de estar sempre vagando. Quando você medita, observando sua mente, começa a perceber como está desperdiçando uma quantidade insana de sua energia mental analisando, pensando ou lidando com distrações.
Mindfulness também melhora nossa capacidade de ver as falhas em nosso pensamento. Ela nos ajuda a entender o que estamos aprendendo, mas também a ver onde essa informação está faltando e onde precisamos trabalhar mais.
Fundamentos motivacionais como as suas crenças de autoeficácia, metas pessoais, conceitos e estratégias de aprendizagem, emoções e cansaço influenciam o progresso da aprendizagem.
Praticar a atenção plena no momento nos ajuda a focar nossa atenção naquilo que precisamos fazer ou estamos fazendo. Não apenas isso, mas praticar a atenção plena leva a mudanças mais duradouras, incluindo maior autoconsciência, o que nos dá mais controle sobre nossos pensamentos, mesmo em momentos em que não estamos ativamente tentando ser conscientes.
Uma das falhas mais comuns em nossos métodos de aprendizado é a sensação de facilidade, o marketing de facilidade, que na verdade é uma ilusão.  Para realmente aprender, precisamos nos concentrar no que estamos fazendo, mas também estar cientes do que não está obvio - dos padrões e ideias subjacentes - o que não é fácil.
Usando Mindfulness para criar FLOW (fluxo)
Mindfulness é um dos gatilhos de FLOW , caracterizada por uma profunda imersão em uma atividade onde se perde a noção do tempo e a mente fica completamente absorvida nela. Dentro do FLOW, perdemos nosso senso de identidade, nossa percepção do tempo diminui e nos tornamos extremamente produtivos.
Mindfulness ajuda na identificação dos outros gatilhos de FLOW como a motivação intrínseca, a identificação de objetivos claros, o feedback imediato sobre medo, desafios e frustrações. Metas claras nos permitem saber para o que estamos almejando, enquanto o feedback imediato nos permite saber se estamos fazendo o que é certo e como fazê-lo melhor. O feedback lento interrompe o fluxo porque nunca saberá realmente se está no caminho certo, e ficará pensando no resultado – e não no momento presente.  Fazer pequenos testes, simplesmente tentar lembrar o material e a recuperação regular do conhecimento ajudam a fortalecer sua memória.
FLOW somente acontecerá se não permirtimos a distração através de tarefas múltiplas. Com a prática de Mindfulness, nosso foco e produtividade melhoram para que possamos aprender mais rápido e sermos mais conscientes e abertos aos padrões, ideias e percepções salientes e sutis que tornam o aprendizado de coisas novas tão intrinsecamente agradáveis.


Mindfulness na prática

1.      Meditação diária

A meditação ajuda a desenvolver Mindfulness. Como líder de prática de meditação do grupo Tergar International ensino que a meditação é como qualquer treinamento, e leva tempo. Quem não tiver a oportunidade de frequentar um grupo de meditação pode utilizar um dos aplicativos existentes para celulares. O tempo de cada sessão depende do progresso do meditador.
2.      Manter um cronograma de estudo (metas);
3.      Manter um relatório pessoal de progresso (feedback);
4.      Anotar as suas dúvidas imediatamente e esclarecê-las com o professor durante a aula (evitar frustração);
5.      O professor deve avaliar o nível de aprendizado do aluno e ver onde ele pode fazer mais (desafios);
6.      Praticar a gratidão (elimina a autocritica);
7.      Utilizar Mind Mapping Progressivo (para reter vocabulário e gramática) , veja exemplo no link https://www.biggerplate.com/mindmaps/dKH7PKef/present-continuous-tense;
8.      E na hora de estudar:
·        eliminar distrações (a distração é o inimigo de FLOW);
·        manter uma folha em branco ao lado e anotar cada vez que se distraiu e por quê (treinar a consciência);
·        focar somente na tarefa de hoje (viver o presente).



Comments

Popular posts from this blog

Relative pronouns: who,when,where,why...(inglês/português)

Relative Pronouns- Pronomes relativos
by Christa Maas
Usamos  Who para pessoas =the woman who lives here (a mulher que mora aqui)
Which ou that para animais/coisas e também em frases completas =the car which I bought (o carro que comprei)
Whose para indicar posse (para pessoas e coisas) =the girl whose sister works here (a menina cuja irmã trabalha aqui)
Whom (formal) = the man to whom I spoke (o homem com quem falei)
When(quando) em vez de in/on which = the day on which I met him= The day when I met him (o dia em que o conheci)
Where (onde) em vez de in/at which = the place at which we met = the place where we met (o lugar onde encontramos)
Why(porque) em vez de for which = the reason for which we met him= the reason why we met him (a razão pela qual nós o conhecemos)


Encurtando cláusulas relativas: 

Podemos substituir o pronome relativo who, which, that (quando é sujeito) por um verbo no particípio (verb + ing) para encurtar a frase e assim ela fica mais fácil de entender:
I told you about the woman w…

E-mail writing and making appointments (inglês/português)

Practical tips for e-mail writing
by Christa Maas




Addressing a client
Always check if it is alright to call a client by his or her first name. In European countries the more formal Mr. Green or Ms. Green is applied. Use Mrs. only if you are sure that a woman is married, otherwise use the non-committal Ms. XYZ Co (address) Attn: Ms Marcela
Dear Ms Marcela |Mr.|Mrs.

      Previous meeting

It was a great pleasure meeting you on (date) and I would like to follow up with our proposal for legal services…

Previous e-mail contact Thank you for your e-mail dated … Thank you for your interest in our law firm In reply to your enquiry I would like to give you some background on our law firm and its services I am writing in reference to…


Offering Help Would you like me to … Please, let me know how I can be of help… I am at your complete disposal for anything you might need. Please, don´t hesitate to ask if you need anything.

Superlatives and Comparatives- Exercises

Superlatives and Comparatives- Exercises

by Christa Maas 1: Give the comparative form for each of the adjectives listed. Russian is a more difficult language than English. I think Maria is happier now than three months ago. Could you open the door, please? It's getting much hotter in this room than I like. interesting ___________ strong ___________ funny ___________ important ___________ beautiful ___________ big ___________ small ___________ polluted ___________ boring ___________ angry ___________ good _____________ bad ______________
2: Give the superlative form for each of the adjectives listed. Brazil is the most beautiful country in South America. His biggest dream is to buy a yacht. He is the happiest person in our office. interesting ___________ strong ___________ funny ___________ important ___________ beautiful ___________ big ___________ small ___________ polluted ___________ boring ___________ angry ___________